man-1394395_640

Ressentimentos após um Rompimento Amoroso

Vamos citar um exemplo que reflita o caso: Algumas vezes o relacionamento amoroso é rompido e as pessoas se separam. Nesse caso, uma das pessoas pode ser alvo de forte ressentimento do outro. O que pode ser feito.

R: Isso não pode ser ajudado.

Tudo bem ficar ressentido desse jeito?

 R: Mesmo o amor romântico precisa de alguma habilidade para ser preservado, então use sua sabedoria. Tente não amar cegamente.

Como podemos perceber pelo diálogo acima, o amor romântico é algo bonito, maravilhoso realmente mas também tem a condição de deixar qualquer um ser tragado de tal forma que tudo o mais se torna secundário, sem importância e mesmo a ponto de criar muitos inconvenientes e normalmente pode gerar situações fora de controle e ruins também. Quando se chega nesse estado o apego e o egoísmo entram em cena então tudo se torna muito mais complicado, e nesse estágio normalmente ocorrerá algo que afastará um do outro.

Não existe algo tão danoso como o apego, e isso afasta as pessoas em um relacionamento. O apego de um esfria o amor do outro e normalmente isso ocorre em meio a confusões e situações constrangedoras. Quando se é tragado pelo amor tudo pode fugir do controle, e sabedores disso deve-se evitar ao máximo ser tragado pelo amor, mantê-lo sobre as rédeas com força de vontade e esforço, não deixar o apego tomar conta e para isso simplesmente deve se impor pela força de vontade contra o apego, que no final também é egoísmo e dessa forma as coisas irão acontecer naturalmente, sem maiores problemas.

Quanto mais se tentar intervir pior fica, não adianta falar nada. Por isso deve-se fazer o possível para não amar cegamente, pois transforma qualquer um em um ser mais baixo, pior e que trará consequências desagradáveis. Fiquem atentos portanto.

COMPARTILHE ESTE ARTIGO

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on print
Share on email